O site Entertainment Tonight divulgou uma longa entrevista com Danielle Panabaker, onde a atriz comentou sobre diversos assuntos relacionados a série The Flash. Danielle falou sobre o episódio 5×06, que trouxe a volta de Thomas Snow, pai de Caitlin; além de também comentar sobre os 100 episódios da série, o crossover “Elseworlds”, e a preparação para a sua estreia como diretora no episódio 5×18. Confira:

O episódio entitulado “The Icicle Cometh”, trouxe o retorno do pai de Caitlin, Thomas Snow, que fingiu sua morte por anos para viver em exílio e quarentena – e trouxe mais segredos sobre a história de Caitlin e a verdade sobre Killer Frost.

“Estou muito animada,” disse Danielle Panabaker ao Entertainment Tonight sobre a introdução da estrela de Veronica Mars, o ator Kyle Secor como seu pai. “Eu acho que ele fez um trabalho fantástico, então estou animada para as pessoas verem a jornada de Caitlin, já que ela começa a fazer mais perguntas e ter mais respostas.”

Panabaker não pôde dizer muito sobre o misterioso retorno de seu pai, mas disse que a reaparição de Thomas certamente implicará no futuro de Caitlin – assim como o longo mau relacionamento com sua mãe. “Quando seu pai faleceu – ou quando todos pensamos que ele havia morrido – foi muito difícil para Caitlin, mas também difícil em termos de seu relacionamento com a mãe. Então acho que teremos mais algumas informações e entenderemos o porquê deste relacionamento ter sido tão tenso também.”

“Ele fez um lindo trabalho,” ela acrescenta sobre a performance de Secor,” e espero que não seja a última vez que vemos ele.”

[…]

Os próximos episódios da série trazem uma jornada animada para The Flash, que celebra seu 100º episódio nesta temporada, e será seguido pelo épico crossover ‘Elseworlds’ entre com Arrow e Supergirl. “Eu acho que os fãs vão amar [o 100º episódio]. Acho que Tom Cavanagh fez um trabalho inacreditável dirigindo este episódio.”

E a atriz de 31 anos que estreou na TV aos 15 aprecia o quão trabalhoso é fazer uma série chegar à marca de 100 episódios. “Eu venho fazendo isso há um tempo, e nos dias de hoje as chances de uma série chegar aos 100 episódios é muito pequena. Eu me sinto realmente muito agradecida. Grata por fazer parte desta jornada e ter a oportunidade de fazer 100 episódios de The Flash.”

E quanto o crossover – cujo a divulgação trouxe uma troca de papéis entre os protagonistas de Arrow e The FlashPanabaker diz que os fãs deste empolgante universo da DC Comics com a The CW terão muitas surpresas.

“É ótimo – eu sinto que eles fizeram um trabalho fantástico escrevendo o crossover este ano. Ao invés de fazerem sobre ‘Quantos super-herois conseguimos colocar em uma sala?’ eles contaram uma boa história este ano. Obviamente nós iremos apresentar alguns novos personagens e acredito que os fãs vão amar.”

Assim como seus colegas, Panabaker jura segredo sobre os detalhes do crossover, mas ela pode revelar que teve cenas com a mais nova adição do universo DC/CW – Ruby Rose como Batwoman – e ficou animada em recebê-la.

“É fantástico [ter ela aqui]. Eu acho que é uma excelente adição ao universo. É claro que temos Supergirl e é um grande passo para contar histórias sobre mulheres. Acredito que a Batwoman é outro passo nesta direção, mas também será diferente e único. Ela terá sua própria jornada e seu próprio mundo. Estou muito animada com isso.”

A atriz também tomará outro grande passo em sua carreira nesta temporada de The Flash – indo para trás das câmeras para dirigir seu primeiro episódio na TV. Panabaker diz que ainda não começou a trabalhar em sua estreia como diretora – que será no episódio 18, exibido em fevereiro – e não possui muitos detalhes, mas ela passou o verão participando em um programa de direção da Warner Bros. e ficou à sombra de vários outros diretores das séries da CW.

“Estou mais nervosa sobre o roteiro que irei ter, porque acredito que particularmente na televisão, o roteiro realmente dita muito sobre o que o seu episódio será. Então, estou nervosa para saber o que será, qual será a história, quem será o vilão, com quais superpoderes iremos lidar. Mas, honestamente, estou muito animada. Estou tentando aprender o máximo que posso enquanto isso, e apenas estar o mais preparada possível quando a minha oportunidade chegar.”

Enquanto ela não tem uma “lista de desejos” de cenas que está louca para dirigir – “É um desafio novo e excitante para mim, então estou animada para fazer uma cena de cada vez e ver como tudo será.” – ela espera tentar fazer uma das cenas de velocistas que é assinatura de The Flash. “Estou animada para ter a minha chance de fazer uma sequência de ação com efeitos especiais,” insinua Panabaker.

Fonte: Entertainment Tonight

Tradução e adaptação por Danielle Panabaker Brasil – Não reproduza sem créditos.