— ATENÇÃO!! ESSSA POSTAGEM CONTÉM GRANDES SPOILERS DO EPISÓDIO 3X18 “ABRA KADABRA” DE THE FLASH —

Após a exibição do episódio 3×18 “Abra Kadabra” de The Flash, que contou com um final surpreendente para a personagem de Danielle Panabaker, Caitlin Snow, alguns sites conversaram com os produtores e o elenco da série sobre a transformação e o futuro de Caitlin como Killer Frost.

Confira:

Ao EW, os produtores executivos Andrew Kreisberg e Aaron Helbing e os atores Carlos Valdes e Grant Gustin comentaram sobre os próximos episódios e o que podemos esperar de Killer Frost.

Coisas entre o time Flash e Caitlin se tornaram um pouco geladas durante o episódio de The Flash.

Após a equipe capturar um vilão do futuro, Abra Kadabra (David Dastmalchian), eles tiveram que fazer uma escolha: Ele poderia revelar a identidade de Savitar se tivesse a sua liverdade, ou ele poderiam entregá-lo à Cigana (Jessica Camacho), que voltaria com ele para a Terra-19 e faria pagá-lo por seus crimes.

Mas Abra Kadabra escapou, e feriu Caitlin gravemente durante o processo. Para salvá-la, Julian (Tom Felton) executou uma cirurgia improvisada depois que ela se recusou a remover o colar que reprime seus poderes. Mas, próximo ao final do episódio, o estado de Caitlin piorou e Julian removeu seu colar para salvar sua vida, levando ao retorno de Killer Frost – e trazendo a manchete do futuro sobre Killer Frost um passo mais perto da realidade.

Entretando, Caitlin volta a vida, mas como Killer Frost, que não é uma aliada do time Flash. “Ela é uma adversária muito, muito formidável,” diz o produtor executivo Aaron Helbing. “Ela tem conhecimento sobre todos porque foi amiga deles, então ela está indo para um lado obscuro e estamos seguindo com isso.”

A mudança ocorreu depois que Caitlin decididamente recusou-se a tirar o colar de si mesma, explicando que preferia morrer do que tornar-se Killer Frost. “Não é apenas o futuro de Iris e Barry que está em jogo, o de Caitlin também, e vê-la tentar evitar seu destino, faz com que ele se torne amarrado ao destino de Iris,” diz o produtor executivo Andrew Kreisberg. “Em certo momento, nós temos que fazer uma escolha?”

Essa escolha envolve a visão do futuro onde Killer Frost batalha com Vibro? Isso continua – e veremos antes do final da temporada. “Sim, você verá,” Helbing confirma.

A questão agora é se o Team Flash pode impedir que Killer Frost se torne uma verdadeira vilã. “Ele tenta se empatizar o melhor que pode”, diz Grant Gustin. “Ele não está necessariamente passando pela mesma coisa, mas de certa forma, melhor do que outras pessoas, ele pode empatizar e entender que esses poderes estão nublando sua mente, [assim ele] apenas tenta ajudá-la a lutar com isso”. Carlos Valdes acrescenta: “Algumas coisas vão acontecer que a equipe não vai ver prevero. Só há muita preparação que você pode ter com coisas como esta.”

Ao TVLine, Tom Felton falou sobre o episódio e a dinâmica entre o seu personagem, Julian Albert, e Caitlin.

“Caitlin estava se recuperando na mesa de cirurgia quando de repente morreu, então nós tentamos ressucitá-la,” relembra Tom Felton. “”Fizemos compressões e até o choque elétrico para o coração dela voltar a bater, e nada disso funcionou. Nós aceitamos que ela estava morta, mas no último momento, Julian arranca o colar do pescoço dela e ela imediatamente volta a vida, porque seus genes de Killer Frosr são muito fortes.”

Muito fortes mesmo. A decisão de Julian de salvar a vida dela não foi recebida com alegria, pois ele desencadeou os poderes dela. “Na hora Cisco diz ‘Como você ousa fazer isso? Ela não quer os poderes,'” diz Felton. “Eu acho que o resto da equipe preferiria se prender ao desejo de Caitlin e permitir que ela morresse.”

Como mostrado rapidamente nos últimos segundos do episódio, uma Killer Frost completamente transformada derruba seus amigos com uma gélida explosão, a Caitlin gentil foi substituída pela sua alterego de vez. É possível que nenhuma daquelas “conversas rápidas” que trouxeram ela de volta das outras vezes funcionará dessa vez.

“Ela chegou ao extremo, então temos que utilizar alguns métodos bem severos para tentar pará-la,” Felton prevê sobre os próximos episódios.

Arriscando tudo para salvar Caitlin, Julian vinha de um caminho de muito afeto por ela, se aproximando da cientista até que suas ações o levaram a acreditar que ela tinha outra razão para chamá-lo para a equipe. “Por muito tempo, Julian pensou que ele foi chamado para o grupo por suas habilidades ou atividades, então ele percebe que talvez ela tinha sua própria prerrogativa o tempo todo,” Felton relembra. “Então sim, definitivamente ele estava em conflito com seus sentimentos, se ele realmente pertencia àquele grupo ou se ele poderia acreditar em Caitlin.”

Porém, nesta semana, Caitlin pediu desculpas por não perceber que poderia machucar Julian como Caitlin Snow tanto quanto como Killer Frost.

Tradução por Danielle Panabaker Brasil – Não reproduza sem créditos!